CATEGORIA

Participe do 5º Concurso de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social

 

O Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), por meio do programa “Cidades com Futuro”, criou a quinta edição do Concurso Internacional de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social. A iniciativa busca premiar propostas de cidades latino-americanas que ofereçam uma melhoria integral do habitat das comunidades e especificamente a melhoria da qualidade de vida dos seus cidadãos e a integração dos assentamentos espontâneos à cidade, por meio de ideias e elaboração de propostas inovadoras, relevantes, fundamentadas e realizáveis.

 

A equipe vencedora receberá USD 15.000,00 e poderá ser convidada a apresentar uma solicitação ao CAF para o desenvolvimento do projeto inscrito no concurso. Caso esse convite ocorra e não se chegue a um acordo com a equipe vencedora, o CAF terá autoridade para estender o convite aos participantes do concurso que obtiverem o segundo ou terceiro prêmio, que, independentemente, receberão USD 7.000,00 e USD$ 3.000,00 respectivamente.

 

Os altos índices de urbanização na América Latina, gerados por processos desorganizados e com pouco planejamento em décadas passadas, resultaram em diversos tipos de problemas sociais, econômicos e espaciais, entre os quais se destacam os vinculados à crescente exclusão social em nível urbano.  Atualmente, um em cada quatro cidadãos da América Latina vive em zonas periféricas com acesso limitado a bens, serviços e oportunidades de emprego de qualidade. Além disso, a urbanização acelerada gera problemas de acesso a moradias dignas, de poluição e mobilidade em ruas e rodovias, segregação do espaço público e insegurança para os cidadãos.

 

As propostas, que podem ser ideias para projetos, projetos em execução ou projetos já executados, devem atender as seguintes dimensões para que possam ser consideradas:

 

  • Aumento da acessibilidade de seus habitantes
  • Promoção da coesão e da integração social
  • Fortalecimento do capital humano e da produtividade
  • Melhoria dos serviços básicos e de habitação e aumento da resiliência urbana

 

Poderão participar do Concurso escritórios de projetos de municípios, prefeituras, câmaras municipais, estados e regiões, bem como ministérios nacionais, organizações sem fins lucrativos, associações civis, associações comunitárias, universidades, instituições governamentais, organizações não governamentais e setor privado.

 

É altamente desejável que as equipes sejam multidisciplinares e possam incluir um ou mais membros das seguintes formações: arquitetos, urbanistas, engenheiros, sociólogos, ambientalistas, assistentes sociais, educadores, ecologistas e economistas, entre outros. A equipe deve nomear um representante autorizado que atue como contato responsável, designado como “Coordenador do Projeto” (as pessoas podem ser de qualquer nacionalidade).

 

A inscrição para o concurso é gratuita. Os participantes terão até 15 de junho de 2018 para se inscrever e apresentar as propostas na página oficial do concurso. Clique aqui para acessar.

MAIS SOBRE: CATEGORIA

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo