CONFERÊNCIA NACIONAL DE AU

Planejamento estratégico permite avanços nos objetivos do CAU

 

A IV Conferência de Arquitetura e Urbanismo encerrou com uma oficina de planejamento para projetar a direção das ações do sistema CAU. O evento, que projetou uma vitrine das realizações da Gestão 2021/2023, também foi uma oportunidade para apresentar o resultado do trabalho desenvolvido coletivamente para planejar os rumos do CAU para os próximos dez anos.

 

O Gerente de Planejamento, Gelson Benatti, conduziu a apresentação. O trabalho envolveu funcionários, conselheiros, Fórum de Presidentes dos CAU/UF e entidades do CEAU para definir estratégias  para que o conselho cumpra sua missão de proteger a sociedade e promover a arquitetura e urbanismo para todos. A estruturação de processos que permitam apontar rumos para atingir os objetivos da instituição segundo Gelson Benatti, possibilita ao CAU criar uma cultura interna de planejamento.

 

 

A presidente Nadia Somekh destacou o trabalho coletivo que permitiu os avanços alcançados na atual gestão. “As apresentações que assistimos ontem mostraram que o trabalho coletivo é uma potência e a transversalidade é a maior riqueza”, afirmou. Dirigindo-se aos conselheiros e conselheiras eleitos para a Gestão 2024/2026, Nadia desejou boas vindas e coragem para o exercício da representação dos arquitetos e arquitetas e urbanistas. “Parabéns a todos e todas. O sentimento que fica é da coragem para a transformação. A gente avança um passo de cada vez complementando o trabalho coletivo”, disse a presidente.

 

Procurando desenhar o cenário em que se projetam os desafios do exercício profissional da arquitetura e urbanismo e a atuação do Conselho, o Gerente de Planejamento destacou algumas das mudanças que impactam o impacto da tecnologia na profissão. Também provocou a refletir sobre as motivações que impulsionam o planejamento e os conceitos que ajudaram a balizar o trabalho desenvolvido pela Gerplan.

 

 

Usando a metáfora do cubo mágico que permite diversas combinações, Gelson falou sobre a importância do desenvolvimento conjunto das ideias para atingir os objetivos do CAU como instituição que representa os profissionais e interage com uma sociedade em transformação. “Estamos fazendo uma mudança na estratégia, que precisa ser um processo contínuo. Pra isso acontecer, propomos trabalhar o planejamento num ciclo de três anos que permita reavaliação a cada gestão”, afirmou.

 

 

Participaram do processo de planejamento em diferentes etapas representantes de todos os estados e instâncias do CAU. Entre as prioridades apontadas pelos participantes, estiveram a fiscalização, o investimento em tecnologia e na eficácia do relacionamento com os profissionais e a sociedade. Como produto, a Gerplan construiu um portfólio de 25 projetos a serem considerados pelas comissões. “É um início de trabalho para cada gestão para garantir continuidade com o olhar de longo prazo e autonomia para incluir outras ações˜, afirmou.

ACESSE A APRESENTAÇÃO

 

ASSISTA:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CONFERÊNCIA NACIONAL DE AU

IV Conferência de Arquitetura e Urbanismo: Diversidade, equidade e transformação em debate no último dia do evento

CONFERÊNCIA NACIONAL DE AU

IV Conferência de Arquitetura e Urbanismo: Confira ações de Fiscalização e Política Profissional

CONFERÊNCIA NACIONAL DE AU

Projetos institucionais, mobilidade internacional e formação são apresentados durante IV Conferência Nacional de Arquitetura e Urbanismo

CONFERÊNCIA NACIONAL DE AU

Inovação e articulação política para promoção da arquitetura e urbanismo pautaram ações da Gestão 2021/2023

Pular para o conteúdo