CIDADES

Plataforma reúne acervo bibliográfico inédito sobre transformações urbanas no Brasil

Base de dados apresenta bibliografia sobre transformações urbanas no País – Foto: USP Imagens

Uma base de dados bibliográficos que reúne informações publicadas, sob diferentes formatos editoriais, a respeito das várias dimensões do urbano brasileiro. Essa é a plataforma UrbanData-Brasil, iniciativa que reúne referências de mais de 1,5 mil livros, 7.900 artigos, mil papers, 6 mil monografias, teses e dissertações, com lançamento no dia 28 de março, às 14 horas, e com transmissão ao vivo pelo Canal do CEM no Youtube. O novo site pode ser consultado neste link.

 

O UrbanData-Brasil está vinculado ao Centro de Estudos da Metrópole (CEM), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Cepid-Fapesp), e ao Laboratório de Pesquisa Social (Laps) da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. Foi organizado em 35 áreas temáticas, critério de indexação criado pelo UrbanData-Brasil para agregar referências bibliográficas conforme os vários campos dos estudos urbanos. São exemplos de área: gênero e  sexualidade; habitação; estrutura econômica e mercado de trabalho, entre outras.

 

“Além disso, a classificação também considera outras duas variáveis de identificação que tornam o UrbanData-Brasil um depositório inovador em relação a outras bases de dados desenvolvidas com propósitos semelhantes”, destaca Bianca Freire-Medeiros, coordenadora do UrbanData-Brasil e professora do Departamento de Sociologia da FFLCH. Um deles é a Referência Temporal, que indica o período cronológico a que a pesquisa se refere. O outro é a Referência Espacial, que se relaciona à escala, que vai do logradouro mais específico ao global. Também são utilizados indexadores convencionais, como “palavra-chave” e “disciplina”, para a localização de referências pelo usuário. Grande parte das referências conta com resumo e link para localização do documento na íntegra.

 

“Outro destaque é o Acervo Digital, onde é possível encontrar livros clássicos de Licia Valladares, pioneira nos estudos sobre as favelas cariocas e cuja obra é essencial para cientistas que estejam pesquisando as transformações urbanas do ponto de vista da segregação e desigualdade socioespaciais”, ressalta Bianca, que também é pesquisadora do CEM. O site também disponibiliza publicações anteriores do UrbanData-Brasil e dá acesso a todos os episódios dos dois podcasts produzidos pela equipe do UrbanData-Brasil: o Urbanidades e o Sobre.vivências, disponíveis neste link.

 

Tela da base de dados UrbanData-Brasil – Reprodução/CEM-FFLCH

Pesquisadores que estudam o urbano brasileiro e queiram inserir as referências de suas pesquisas no UrbanData-Brasil podem fazer um cadastro no site e enviar as informações para a equipe. Para isto, é preciso inserir o e-mail no campo designado da página registre seu trabalho e preencher o formulário que se abre a seguir.

 

O site foi implementado pela equipe de Transferência e Difusão do CEM-Cepid/Fapesp, coordenada por Mariana Giannotti, professora da Escola Politécnica (Poli) da USP, onde coordena o Laboratório de Geoprocessamento (LabGEO).

 

Homenagem a Licia Valladares

 

Para marcar o lançamento do UrbanData-Brasil, o seminário homenageia sua fundadora e pioneira dos estudos urbanos no Brasil, Licia Valladares, e terá a presença de pesquisadores que foram parceiros da socióloga em vários momentos de sua carreira e que vão discutir seu legado para a ciência: Adalberto Cardoso, professor associado de Sociologia do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ); Anete Brito Leal Ivo, professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais e pesquisadora do Centro de Recursos Humanos na Universidade Federal da Bahia (FFCH-UFBA); Enzo Mingione, Professor Emérito do Dipartimento di Sociologia e Ricerca Sociale da Università degli Studi di Milano Bicocca, na Itália; Linda Gondim, professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e do Programa de Mestrado em Arquitetura da Universidade Federal do Ceará (UFC); e Maria Soledad Garcia Cabeza, professora do Departamento de Sociología da Universitat de Barcelona, na Espanha.

 

A mesa será coordenada por Eduardo Marques, diretor do CEM, e por Bianca Freire-Medeiros, que fará também uma apresentação sobre o site do UrbanData-Brasil. A transmissão ao vivo pelo Canal do CEM no Youtube começa às 14h. Basta aguardar na página inicial do perfil que o vídeo se abrirá automaticamente quando a transmissão for iniciada. Também será lançada uma edição especial do podcast Urbanidades em homenagem a Licia Valladares. Consulte a programação no canal de Eventos no site do CEM.

 

Para conhecer o UrbanData-Brasil acesse: https://urbandatabrasil.fflch.usp.br

 

Texto adaptado do Centro de Estudos da Metrópole

 

Fonte: Jornal da USP

MAIS SOBRE: CIDADES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CIDADES

Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul seleciona profissional de Arquitetura

CIDADES

CAU Brasil elogia regulamentação da Lei Padre Júlio Lancellotti mas lamenta que mídia siga relacionando-a com “arquitetura hostil”

CIDADES

CAU Brasil e Ministério da Cultura firmam parceria para fornecer assistência técnica em equipamentos culturais

CIDADES

Shoppings centers: livro, com participação de arquiteta, apresenta conceitos e métodos para avaliação de aluguéis

Pular para o conteúdo