CATEGORIA

Prefeitura realiza licitação para contratar Plano de Ação Climática em Teresina

Lidar com as altas temperaturas de Teresina, especialmente durante o segundo semestre do ano, sempre foi um desafio para a vida do cidadão. A explicação para o calor quase imbatível da capital está relacionada com a proximidade da cidade da Linha do Equador, mas as mudanças climáticas têm tido um efeito importante no calor sentido pelos teresinenses. Para lidar com esse problema, a Prefeitura de Teresina abriu licitação para contratar uma empresa que irá desenvolver um Plano de Ação Climática para a capital piauiense, além de outras atividades relacionadas ao tema, que irão possibilitar que a prefeitura compreenda os efeitos das mudanças climáticas em nível local e possa elaborar a melhor estratégia para combatê-los.

 

A criação do plano visa identificar e priorizar medidas concretas de adaptação em Teresina nos setores social, econômico e ambiental, além de sensibilizar setores públicos, privados e a sociedade civil para as questões climáticas. Para isso, a elaboração deste plano é acompanhada de outras duas ações fundamentais: um Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) e um estudo de Análise de Vulnerabilidade e Risco Climático. O valor estimado do projeto é de R$ 625.803,84, com recursos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

 

“Com a elaboração do Inventário poderemos monitorar melhor as fontes emissoras, subsidiando políticas públicas visando a redução de emissões. A análise de Vulnerabilidade à Mudança do Clima permite, através de modelagem, projetar zonas, populações e atividades mais afetadas pelos efeitos adversos, permitindo a definição de prioridades nas medidas de adaptação”, explica Mauro Jonas, colaborada da Agenda Teresina 2030, departamento da SEMPLAN dedicado às questões de sustentabilidade, entre elas, as mudanças climáticas.

 

Mauro explica que a capital piauiense é especialmente vulnerável à mudança climática e já vem sentindo esses efeitos ao longo das últimas décadas. “Teresina teve aumento de 2º Celsius no século passado, e esse valor é duas vezes superior à média de aquecimento global, que é de 1ºC. Sabemos que no atual contexto, a tendência é que essa temperatura suba ainda mais”.

 

O recebimento das propostas irá ocorrer até o dia 16/11/2020, e os envelopes serão abertos às 9:30h por videoconferência, como medida preventiva contra a disseminação do Coronavirus. Para participar, o link do evento deve ser solicitado pelo e-mail: [email protected].

 

Clique aqui e confira o edital

 

Fonte: CAU/PI

MAIS SOBRE: CATEGORIA

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo