CATEGORIA

Presidente do CAU/PB avalia pesquisa DataFolha publicada pelo CAU/BR

O presidente do CAU/PB, Cristiano Rolim, avaliou a pesquisa inédita realizada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e pelo Instituto DataFolha que mostrou que a maioria das reformas ou construções particulares no Brasil é feita sem a assistência de um profissional especializado, em desrespeito às leis e normas vigentes no país. Segundo a pesquisa, realizada com 2.419 pessoas em todo o Brasil, 54% da população economicamente ativa já construiu ou reformou imóvel residencial ou comercial. Desse grupo, 85,40% fizeram o serviço por conta própria ou com pedreiros e mestres de obras, amigos e parentes. Apenas 14,60% contratou arquitetos ou engenheiros.

 

“A pesquisa demonstra a necessidade da valorização profissional para que se tenha um resultado de uma atuação com consequência de contratação de pessoas habilitadas. O caminho de ampliação da ação do arquiteto, pelo fortalecimento do campo de atuação da categoria, passa principalmente pela assistência técnica, que é um mercado de trabalho enorme”, destacou o presidente do CAU/PB, Cristiano Rolim, ressaltando que nesse país urbano que é o Brasil, com uma concentração de cidades mal planejadas, mal construídas, a necessidade de ação da categoria, pra qualificar espaços como habitações, escolas, espaços públicos, locais de vivência e convivência, é fundamental.

 

O presidente destacou ainda que com a interiorização do ensino superior no país, hoje, na Paraíba, temos algumas escolas de arquitetura, localizadas em João Pessoa, Campina Grande, Patos e Cajazeiras, e há uma dificuldade da coordenação desses cursos de capacitar esses alunos em estágios, que são recomendados e exigidos pelo MEC.

 

“A ideia é que juntamente com professores das instituições criemos laboratórios, espaços de estágios para esses alunos voltados à assistência técnica. Recentemente publicamos um edital de patrocínio e um dos projetos contemplados foi um projeto do IAB da Paraíba de assistência técnica, que será realizado em Campina Grande, com uma comunidade”, disse o presidente do CAU/PB.

 

Para Cristiano Rolim, o caminho está na transformação dos escritórios modelo das universidades. “Na semana passada eu estive em Patos na FIP, Faculdades Integradas de Patos, na Faculdade de Arquitetura, participando de um evento sobre urbanismo e estou assessorando a professora Camila Coelho na implementação de um escritório, dentro da universidade, voltado à assistência técnica. Acho que esse é um dos caminhos.

 

Devemos conversar com as universidades para transformar esses escritórios modelos concorrenciais de mercado em locais de estudos para levar uma mão de obra qualificada à população que não tem acesso aos nossos serviços”, contou Cristiano Rolim, explicando que o CAU da Paraíba já iniciou esse processo com a faculdade de Patos e a ideia é que isso se extenda e possa ser levado como proposta para as outras universidades.

 

Outra ação proposta e em discussão no CEAU-CAU/PB é o acesso aos gestores públicos e às associações de moradores e ONG’s que trabalham com a reforma urbana para conscientizar e criar ações conjuntas de valoração e oportunidades para inserção profissional na assistência técnica.

 

O CAU/PB repercutiu a pesquisa DataFolha para o CAU/BR na imprensa local. Foi concedida entrevista à TV Assembleia sobre a pesquisa e estão agendadas entrevistas para a Revista Edificar e para o programa Master Imóveis, da TV Master, além da ampla divulgação realizada pelos portais da Paraíba.

 

Publicado em 14/10/2015. Fonte: CAU/PB

MAIS SOBRE: CATEGORIA

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CATEGORIA

Fórum de Presidentes do CAU/BR cumpre extensa pauta em Belo Horizonte (MG)

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Pular para o conteúdo