CATEGORIA

Estão abertas as inscrições para o 11º Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano

Profissionais e sindicatos podem fazer indicações ao 11º Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano

Está aberto o prazo para indicações ao 11º Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano, promovido pela Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) com o objetivo de reconhecer boas práticas de profissionais brasileiros em suas áreas de atuação. Estão habilitados a sugerir nomes os sindicatos estaduais e os arquitetos e urbanistas de todos os estados. As indicações podem ser feitas até o dia 20 de julho, por meio de  formulário no site da FNA.

 

Basta preencher os dados solicitados e fazer uma justificativa para a indicação (10 a 40 linhas). Também é necessário listar os projetos que o profissional indicado já desenvolveu e/ou executou e anexar imagens que mostrem o trabalho do arquiteto e urbanista indicado. Cada CPF ou CNPJ somente poderá fazer uma indicação por categoria.

 

“A FNA dá uma demonstração de enorme capacidade de diálogo com a sociedade e com os profissionais quando, anualmente, oferece uma premiação que visa homenagear colegas de todos os lugares do país, de todas as idades e de todas as possibilidades do exercício profissional, dando luz para a categoria dos arquitetos e urbanistas”, destaca o arquiteto e urbanista Ângelo Arruda, membro do conselho consultivo da FNA e vice-presidente do Sindarq-MS.

 

A intenção do reconhecimento é identificar arquitetos e urbanistas que sejam referência em seis categorias.

  • Setor Privado
  • Setor Público
  • Jovem Arquiteto
  • Homenagem Especial
  • Homenagem Póstuma (nova categoria)
  • Reconhecimento da Contribuição à Arquitetura e Urbanismo (nova categoria)

A atuação dos profissionais a serem indicados deve ter especial alcance nas áreas científica, política, social e tecnológica com ênfase nos aspectos social e humano, através de ações, projetos ou obras que beneficiem a comunidade brasileira e mundial. Os homenageados selecionados pelo júri serão conhecidos no dia 29 de agosto. O Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano 2016 será entregue no dia 17 de novembro, em cerimônia que ocorrerá durante o 40º Encontro Nacional de Sindicatos de Arquitetos e Urbanistas, em Porto Alegre (RS), no Memorial Luís Carlos Prestes.

 

>>> Confira o regulamento completo do 11º Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano da FNA

 

“Ter recebido o Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano significou o reconhecimento de uma trajetória profissional de 37 anos dedicada ao exercício no âmbito do serviço público, de várias competências de nossa carreira. Projetos de arquitetura e urbanismo, planejamento urbano e habitacional, projeto e execução de edificações e obras de infraestrutura e preservação do patrimônio cultural. Foi um estímulo para continuar a trabalhar para uma arquitetura voltada para a qualificação de nosso habitat”, declarou o arquiteto e urbanista Luiz Philippe Torelly, que em 2015 foi reconhecido na categoria Setor Público.

Saiba mais sobre o Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano

 

A láurea foi criada em 2006 em comemoração aos 27 anos da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA). Tradicionalmente, a comissão de seleção desta homenagem é constituída pelo presidente da FNA e pelos integrantes do Conselho Consultivo da federação, em um júri composto de no mínimo 3 (três) e no máximo 6 (seis) arquitetos e urbanistas. Em uma década, já foram reconhecidos dezenas de profissionais com trajetória de destaque em diversas áreas.

 

FONTE: FNA

 

Publicado em 17/06/2016

MAIS SOBRE: CATEGORIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo