ARQUITETOS EM DESTAQUE

Projeto de Gustavo Penna vai homenagear vítimas de Brumadinho

Quase dois anos depois do desastre do rompimento da Barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), os moradores da cidade vão ganhar um monumento para homenagear e relembrar seus mortos. Trata-se do Memorial Brumadinho, com projeto arquitetônico do escritório de Arquitetura GPA&A, fundado pelo arquiteto e urbanista Gustavo Penna. O memorial vai homenagear as 272 vítimas da tragédia.

 

 

 

Perspectiva da entrada do Memorial Brumadinho (Foto: GPA&A/Divulgação)

 

 

“Este espaço vai possibilitar uma experiência sensível, individual e compartilhada, dando voz e forma a aquilo que não esquecemos”, comentou Gustavo Penna, em referência às vítimas. O projeto do memorial foi pensado para gerar no visitante uma experiência de reflexão sobre a memória e a dor que o rompimento deixou na comunidade local, por meio de estruturas cheias de significado.

 

 

Num terreno de cinco hectares escolhido pela Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos pelo Rompimento da Barragem Mina Córrego do Feijão Brumadinho (Avabrum) e adquirido pela empresa Vale, o Memorial Brumadinho terá cerca de 1.220 m² de área construída.

 

 

Na entrada haverá um pavilhão com forma distorcida e fragmentada, que representará os sonhos das vítimas. Em outro ambiente, escuro e iluminado apenas por frestas de luz no teto, será simbolizada a invasão da lama. No arvoredo serão plantados mais 272 ipês-amarelos, simbolizando respeito e culto à memória de cada uma das vítimas.

 

Perspectiva da sala escuta, que simbolizará a entrada da lama. (Foto: GPA&A/Divulgação)

 

 

A seleção do projeto contou com a votação dos membros da Avabrum e o apoio técnico da arquiteta e urbanista e ex-presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) Jurema de Sousa Machado e do museólogo ex-presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) Marcelo Mattos Araújo. O início das obras deve acontecer entre agosto e setembro próximos, e o Memorial Brumadinho entregue à população em um ano e meio.

 

 

O arquiteto e urbanista Gustavo Penna conquistou inúmeros prêmios internacionais como o The International Architecture Award, em Chicago, o World Architecture Festival (WAF), em Cingapura, e o Architizer A+Awards, em Londres. Este ano, foi premiado em mais uma edição do IF Design, com o projeto Memorial da Imigração Japonesa, na Pampulha, em Minas Gerais.

 

 

Também são de sua autoria projetos como o Expominas (Centro de Feiras e Exposições de Minas Gerais), o Monumento à Liberdade de Imprensa, os Museu de Congonhas (patrimônio cultural da humanidade), Santana e Regina Mundi, o novo Estádio do Mineirão, a Escola Guignard (considerada uma das 30 obras mais relevantes da Arquitetura no Brasil).

 

 

5 respostas

  1. O vídeo tem direitos autorais? Posso usá-lo em uma apresentação na programação da Marcha pela Ciência?
    Urgente. A apresentação será amanhã. Agradeço

  2. BOA TARDE.SEM DÚVIDA ALGUMA,A MEMÓRIA DEVE SER PRESERVADA PARA SEMPRE.SÃO SINAIS QUE FICARÃO MATERIALIZADOS,DE MODO ESPECIAL E IMPERIOSO.É TAMBÉM UM RESGATE DA VIDA,DEMONSTRANDO QUE ESTE CICLO É UNIVERSAL.JUSTA HOMENAGEM AOS QUE ALI VIVIAM E ALIMENTAVAM SEUS SONHOS.DA TERRA VERMELHA, QUE TRANSFORMOU-SE EM LAMA VERMELHA.É DALI QUE VAI SURGIR ESTA CHAMA ETERNA DE LEMBRANÇA.APENAS COMO ADITIVO,COMENTO QUE PARTICIPEI DO CONCURSO PARA O MEMORIAL DA “BOATE KISS”,NA CIDADE DE SANTA MARIA,NO RIO GRANDE DO SUL,MAS AO FINAL NÃO ME FOI POSSÍVEL ENTREGAR A PROPOSTA ARQUITETÔNICA.CITO POR TER OBSERVADO EM UMA DAS IMAGENS,APRESENTADAS ACIMA DO PROJETO PARA O MEMORIAL DE BRUMADINHO,DO ARQ.URB.GUSTAVO PENNA, ONDE PROPÔE, NA SALA ESCURA, QUE OS RAIOS DE SOL,PENETREM DA PARTE SUPERIOR, EM FISSURAS,QUE LEMBRARIAM A “LAMA”.POIS NA MINHA MODESTA PROPOSTA,ONDE HAVIA TAMBÉM A “SALA ESCURA”,A “LUZ”,VINHA DE UM PONTO COM LÂMPADA LED DICRÓICA, EXATAMENTE ACIMA DO ÍCONE METÁLICO COM A FOTO IMPRESSA DE CADA UM DOS QUE ALI PARTIRAM.NOVAMENTE A LUZ DA VIDA.ESPERO AO FINAL DESTA OBRA IMPORTANTE PARA O CENÁRIO MUNDIAL,PODER VISITAR E COMPROVAR A ARTE SOMADA A ARQUITETURA,MARCANDO A VIDA RELEMBRADA.DESEJO SUCESSO AO COLEGA GUSTAVO PENNA.PARABÉNS.ABRAÇO.ARQ.URB.WILLIAM CUNHA PUPE-CAU/RS A10912-6

  3. “Em parceria com as entidades que acompanham o projeto do Memorial, entre elas o Governo de Minas e Ministério Público, em definição conjunta com a Avabrum, foi elaborado um Termo de Referência, que permitiu a contratação de quatro projetos pela Vale. […]
    Dois projetos foram pré-selecionados e levados à votação dos familiares, com início no dia 25/03/2020 as 20:00h, […]”. https://avabrum.org.br/2020/04/07/familiares-das-vitimas-concluem-processo-de-selecao-do-projeto-arquitetonico-do-memorial/
    Isso caracteriza um “concurso público” como diz essa matéria do CAUBR?

  4. Gostei demais,minha filha é formada em arquitetura urbanismo,dê uma chance a ela de fazer parte deste projeto com Vcs, muito importante p ela fazer parte com profissionais tão importantes, pelo menos como ouvinte, eu como mãe, depois de tanta luta ver minha filha com profissionais como Vcs, só direi, obrigada meu Deus e Nossa Senhora.

    1. Marilda da Conceição, procura um email ou contato do Gustavo Penna. Fica mais fácil de ser ouvida do que aqui. Tomara que sua filha consiga! abraços

Os comentários estão desabilitados.

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CIDADES

Conferência das Cidades: espaço para discutir a implementação da política urbana para todo o país

CONCURSOS DE AU

Conselho Nacional de Justiça anuncia concurso público com vaga para profissional de Arquitetura

CONCURSOS DE AU

Novacap anuncia Concurso Público com vagas para arquitetos e urbanistas

CIDADES

Iniciadas Convocações para a 6ª Conferência Nacional das Cidades

Pular para o conteúdo