Relações Internacionais

Protocolo do CAU Brasil com Instituto Lincoln vai trazer mais capacitação e diálogos para arquitetos(as)

 

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU Brasil) aprovou durante a 138ª Reunião Plenária  o protocolo de intenções com o Instituto Lincoln de Políticas de Solo, com sede nos Estados Unidos, que visa avançar a formação e o preparo dos (as) arquitetos (as) brasileiros (as). O acordo prevê que as duas instituições vão colaborar para promover capacitação e diálogos sobre Políticas Públicas de Melhoria Habitacional e Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social.

 

Isso significa que arquitetos (as) e urbanistas vão poder ter acesso a treinamentos, cursos e debates sobre como melhorar projetos de moradias populares e como atuar nesse campo. O Instituto Lincoln, que pesquisa soluções para desafios econômicos e sociais, vai trazer seu conhecimento global sobre políticas de solo e habitação para o Brasil. Já o CAU Brasil compartilhará a expertise local dos arquitetos aqui atuantes.

 

Nadia Somekh durante a 138ª Reunião Plenária

 

Nadia Somekh relatou durante a Plenária sua experiência com o Instituto. “Tive contato por 30 anos com o Lincoln e fiz várias dinâmicas de capacitação tanto em Boston, na sede, quanto na Colômbia e no Rio de Janeiro. Eu tive financiamento de pesquisa e fizemos vários casos. É um parceiro conhecido”.

 

O objetivo é capacitar e aperfeiçoar os profissionais para que possam atuar de maneira mais eficaz e humana nesse campo, melhorando a vida das populações com menos recursos. O Instituto Lincoln tem atuação de referência mundial. Agora, ele está empenhado em contribuir para aprimorar a arquitetura e o urbanismo em nosso país.

 

Conselheiro federal do CAU Brasil Ricardo Mascarello

 

O conselheiro federal Ricardo Mascarello contextualizou como a parceria surgiu e reforçou que o Lincoln é um instituto que poderia colaborar com o CAU Brasil. “Precisamos de parcerias e o Instituto tem esse contexto de poder, por exemplo, trabalhar no viés das capacitações. Agendamos uma reunião com o Lincoln, sem compromisso, na ocasião apresentamos os projetos, principalmente, a questão da Lei de Assistência Técnica e o Projeto Amazônia. O Instituto se interessou bastante nessa parceria e a gente fez uma sequência de reuniões até chegarmos nesse termo.”

 

Com essa parceria, o CAU Brasil reforça seu compromisso em promover o desenvolvimento profissional e a excelência no exercício da arquitetura. Capacitação, diálogos e ações práticas em prol de cidades mais humanas e sustentáveis. Não haverá compartilhamento de recursos. Cada instituição vai custear suas próprias ações dentro do protocolo.

 

Roberto Salomão, conselheiro federal, também destacou que o Instituto é uma instituição séria sobretudo na área e segmento de capacitação. “Eles tem uma longa atuação junto com o Banco Interamericano de Desenvolvimento e é uma parceria que soma. Eu cheguei a fazer algumas capacitações na área de regularização fundiária e valorização imobiliária, área de expertise deles”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Relações Internacionais

Nadia Somekh, ex-presidente do CAU/BR, visita sede da União Internacional de Arquitetos em Paris

Relações Internacionais

Acordo Brasil/Alemanha promove regulamentação, mobilidade profissional e sustentabilidade na arquitetura

Mobilidade profissional

Acordo de reciprocidade permite que profissionais de arquitetura trabalhem em Portugal. Conheça as regras

Relações Internacionais

III Fórum Internacional: CAU Brasil assina acordos com Ordens de Arquitetos de Angola e Cabo Verde

Pular para o conteúdo