ARQUITETURA SOCIAL

Publicação “Experiências em Arquitetura Social” é lançada por financiamento coletivo

Uma equipe de profissionais da Companhia Habitacional do Distrito Federal (CODHAB/DF) lançou, por meio de financiamento coletivo, a coletânea de publicações “Experiências em Arquitetura Social”. As entregas estão previstas para março de 2019, apenas em endereços nacionais.

 

O Protótipo Sol Nascente é um dos projetos apresentados nas publicações e foi feito exclusivamente para moradores de rua. São 3 andares com 12 quitinetes de 25m2 cada. As unidades foram entregues a moradores de rua que estavam cadastrados e habilitados na lista da CODHAB, dentro do percentual de 7% destinado a pessoas em situação de vulnerabilidade. Foto: Arquivo CODHAB

 

 

Os livros reúnem projetos de arquitetura e urbanismo desenvolvidos com o objetivo de melhorar a qualidade dos projetos e as construções habitacionais no Distrito Federal.

 

Os recursos para a produção e distribuição das publicações serão obtidos por meio da plataforma de financiamento coletivo Catarse. Foram disponibilizadas quatro diferentes alternativas de financiamento, cada uma com um valor específico de doação e com uma temática diferente de publicação. Ao escolher qual valor doar, o apoiador determina qual é a temática da publicação que deseja receber.

 

A primeira alternativa de doação possui o valor mínimo de R$ 150,00 e aborda as temáticas Assistência Técnica e Gestão. Essa publicação apresenta os projetos de assistência desenvolvidos pelo CODHAB de 2015 a 2018. Cada publicação possui dois volumes, sendo o segundo o volume Gestão, que reúne trabalhos e projetos desenvolvidos para combater o déficit habitacional no Distrito Federal.

 

A segunda alternativa cobra o valor mínimo de R$ 150,00 e trata das temáticas Concursos de Projetos e Gestão. O volume de concursos mostra diferentes projetos desenvolvidos exclusivamente para 13 concursos públicos realizados entre 2015 e 2018.

 

No valor de R$ 80,00 ou mais, a terceira alternativa discute Projetos e Gestão. A publicação apresenta uma coletânea de projetos de arquitetura e urbanismo desenvolvidos para proporcionar mais qualidade nas construções de moradias no Distrito Federal.

 

A quarta alternativa de financiamento apresenta um box, que reúne os quatro volumes de publicação que serão produzidas. Para receber o box, o apoiador deve investir um valor mínimo de R$ 290,00.

 

Com o objetivo de verificar se as unidades entregues estavam devidamente ocupadas e evitar fraudes, foi criada, em abril de 2016, a primeira Gerência de Fiscalização de Retomada de Imóveis (GEFIS), um projeto novo em Brasília, que deu origem à ação de Verificação de Ocupação de Imóveis (VOI). Foto: Arquivo CODHAB

 

As doações podem ser parceladas em até seis vezes. Além do valor do financiamento, para receber a revista os apoiadores também devem contribuir com o preço do frete, que é de R$ 25,00 para cada estado do Brasil.

 

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (CODHAB-DF) autorizou a divulgação acadêmica e pública das experiências e programas desenvolvidos de 2015 a 2018. Não houve uso de dinheiro público na confecção da publicação.  A equipe idealizadora do projeto é formada por Gilson Paranhos, Júnia Federman, Haroldo Pinheiro, Flávio de Oliveira, Carlos Nogueira e Jorge Gutierrez.

 

Dez postos avançados da CODHAB foram localizados estrategicamente em comunidades carentes. Essa ação tem como principal objetivo dar suporte a famílias que vivem em locais precários, com problemas fundiários e sem infraestrutura básica. Foto: Arquivo CODHAB

 

Acesse aqui a campanha de financiamento e participe.

MAIS SOBRE: Codhab

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ARQUITETURA SOCIAL

Moradia digna para todos: CAU Brasil propõe programa de reformas populares ao PPA Participativo

Assistência Técnica

Comissão aprova relatório da Medida Provisória prevendo inclusão da assistência técnica no Programa Minha Casa, Minha Vida

ARQUITETURA SOCIAL

Nadia Somekh no Estadão: MP do Minha Casa, Minha Vida é oportunidade histórica para colocar ATHIS em prática

ARQUITETURA SOCIAL

Como a Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social (ATHIS) pode revolucionar o “Minha Casa, Minha Vida”

Skip to content