CATEGORIA

Reunião em Brasília aprofunda discussão sobre ações para geração de emprego e renda

Reunião em Brasília/DF, dia 21/02, discute ações para geração de emprego e renda para arquitetos e urbanistas.

 

O CAU/SP participou nesta semana, atendendo um convite do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), de novas ações na sequência dos trabalhos voltados à geração de emprego e renda para arquitetos e urbanistas – estabelecida como uma das prioridades do Conselho para o próximo período. Em reunião realizada na sede do CAU/BR, em Brasília/DF, o último dia 21/02, o Presidente do CAU/SP, José Roberto Geraldine Junior, seguiu as tratativas de consolidação do projeto de capacitação de escritórios de pequeno e médio portes brasileiros para prestação de serviços no exterior.

 

A iniciativa, capitaneada pela Comissão de Relações Internacionais do CAU/BR, conta com a participação da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e agora com o apoio do CAU/SP no alinhamento das ações.

Participantes do encontro na sede do CAU/BR, em Brasília/DF.

 

Participaram do encontro, além do Presidente do CAU/SP: o assessor especial do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Rafael Moreira; o Coordenador da Comissão de Relações Internacionais do CAU/BR, Fernando Márcio de Oliveira; a assessora do CAU/BR, Ana Laterza; o Presidente da Associação Brasileira Escritórios Arquitetura (AsBEA), Edison Lopes; o Gerente do Programa Built by Brazil, Pedro Coelho de Souza; o Gestor de Projetos da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Emanuel Teixeira Figueira Junior; além do Ouvidor do CAU/BR e vice-presidente da União Internacional dos Arquitetos (UIA) para as Américas (Região 3), Roberto Simon.

 

Entre os encaminhamentos do encontro, ficou definida a realização de novas atividades de capacitação em mais 4 cidades do país em 2018, a serem confirmadas. Além disso, o grupo discutiu questões orçamentárias para delimitar os possíveis campos de atuação e a necessidade de ampla cooperação para a consolidação das iniciativas, contando com a divulgação das ações e criação de materiais gráficos informativos, bem como um hotsite com orientações e dados sobre as ações desenvolvidas.

 

Nesse sentido, o levantamento de dados a respeito das exigências legais para atuação profissional no exterior, bem como de oportunidades de mercado atuais, será também um aspecto a ser explorado nas ações futuras.

 

Para isso, explica Geraldine, o grupo deverá convidar empresas brasileiras que já contam com atuação relevante fora do país para compartilhar experiências e informações e colaborar para nortear a definição de mercados prioritários.

 

“Temos grande expectativa na ampliação das ações de capacitação para escritórios de pequeno e médio portes para intensificar a prestação de serviços no exterior, visando a geração de emprego e renda no Estado de São Paulo”, destacou o Presidente do CAU/SP.

 

Foi definida ainda a construção de uma agenda junto ao MDIC, focada na análise de dados do SISCOSERV a respeito das exportações de serviços na área de Arquitetura e Urbanismo. O grupo deve voltar a se reunir na primeira semana de março para mais uma etapa das atividades.

 

Fonte: CAU/SP

MAIS SOBRE: CATEGORIA

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo