CATEGORIA

Santos recebeu etapa regional da 2ª Conferência Estadual do CAU/SP

Mesa do encontro preparatório para a 2ª Conferência Estadual de Arquitetos e Urbanistas, em Santos.

 

A Baixada Santista recebeu na última quinta-feira (08/10), em Santos, na Câmara Municipal da cidade, a etapa regional da 2ª Conferência Estadual de Arquitetos e Urbanistas do CAU/SP que tem como tema “O arquiteto, o projeto e a qualidade do ambiente construído”.

 

Para compor a mesa de debates foram convidados Luiz Fisberg, diretor administrativo do CAU/SP; Nelson Gonçalves, coordenador regional de Santos, e Rosana Ferrari, conselheira e coordenadora da comissão de ética e disciplina do CAU/SP. Os arquitetos e estudantes presentes tiveram a oportunidade de levar ideias e sugestões sobre temas que estão presente no cotidiano da profissão como Resolução 51, que discorre sobre as atribuições do arquiteto, valorização do projeto executivo, reserva técnica, tabelas de honorários e ensino e formação continuada.

 

O Diretor Luiz Fisberg se mostrou satisfeito com o evento e relembrou a luta para que o Conselho saísse do papel. “Estou aqui hoje vendo um monte de rostos conhecidos que ajudaram em lutas antigas para a construção e materialização do CAU/SP. É muito bom saber que o nosso Conselho já está em seu quarto ano de existência”.

Mauricio Azenha, coordenador do curso de Arquitetura na Unip de Santos, acredita que é preciso valorizar mais o profissional, cumprindo a tabela de honorários. “Aqui no Brasil, nós, arquitetos, temos que estar constantemente explicando o que é a nossa profissão e para que serve. Acredito que o nosso trabalho é mais embaixo. Nós devemos ensinar para a sociedade o que somos, fazer uma campanha de valorização profissional seria algo interessante nesse momento”.
O assessor parlamentar do vereador Geonísio Pereira Aguiar (PMDB), Rafael de Paula, esteve presente e contribuiu com o debate sobre a questão da tabela de honorários. “Sou advogado e na minha profissão existe a tabela de honorários que precisa ser cumprida. Caso alguém esteja cobrando abaixo da tabela, essa pessoa é punida. Minha contribuição é para que vocês criem uma proposta de lei que regulamente essa questão para punir com censura quem não se enquadrar nas normas”.
O professor de arquitetura na Universidade Santa Cecília, Luiz Nunes, fez sua contribuição na área de educação e formação continuada. “Tem que haver uma maior qualificação nos cursos de arquitetura. É preocupante o número expressivo de cursos que estão surgindo. Temos que focar na qualidade dos profissionais, talvez até pensar em implantar um exame de qualificação para os recém formados”.
A arquiteta Amanda Vitorio, recém formada na Universidade Santa Cecília, alertou sobre o despreparo que os estudantes têm quando concluem a faculdade. “Saímos da faculdade totalmente despreparados. A única coisa que nos informam é que temos que procurar o CAU e pagar a anuidade. Tem que haver uma maior preparação dos alunos nesse sentido”.
Nelson Gonçalves, coordenador regional do CAU/SP, deixou as portas abertas para o debate e o bate-papo com os profissionais. “Quero deixar claro que a regional do CAU aqui em Santos está aberta para os profissionais tirarem dúvidas, discutirem assuntos pertinentes e não deixar essa discussão que tivemos aqui acabar. Temos que estar sempre em contato”.
No final do encontro foram eleitos três representantes para levar os assuntos debatidos para a 2ª Conferência Estadual, que ocorrerá em São Paulo nos dias 25 e 26 novembro. São eles: Clarissa Duarte, Luiz Nunes e Zan Quaresma.
Publicado em 21/10/2015. Fonte: CAU/SP
MAIS SOBRE: CATEGORIA

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo