CATEGORIA

Seminário do Conselho discute Tecnologias Sustentáveis em Goiânia

O CAU/GO realizou nos dias 26 e 27 de outubro o Seminário de Arquitetura e Urbanismo 2016, na Área II da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Com temas envolvendo a redução do consumo de água e energia, certificação ambiental e aproveitamento de materiais para a construção civil, o seminário trouxe palestrantes de renome para disseminar as tecnologias sustentáveis disponíveis, e compartilhar experiências bem-sucedidas em arquitetura.

Na abertura, o prof. Antônio Macêdo abordou a certificação ambiental de edificações, explicando os critérios que devem ser adotados para que o edifício seja um green buiding, e esclarecendo dúvidas sobre custo-benefício e como persuadir grandes construtoras a adotar a certificação. Macêdo exibiu ainda projetos certificados, mostrando que qualquer edificação – de pequeno, médio e grande porte – pode seguir os padrões de um edifício sustentável.

 

foto-28
Prof. Antônio Macedo explana sobre a certificação ambiental de edificações

 

Em seguida, o prof. Marcus Siqueira explanou sobre eficiência hídrica e reuso, ressaltando que os aparelhos como torneira, descarga, etc. devem ser adaptados às necessidades do local e usuário, garantindo assim o uso mais racional da água. Neste dia 26, o debate foi mediado pela professora do curso de Arquitetura e Urbanismo da PUC Goiás, Camila Pompêo.

Já no dia 27, pela manhã, o seminário recebeu Rodrigo Kimura, diretor da Engie Brasil, para falar sobre geração solar como tendência no Brasil. Apresentando gráficos e pesquisas, Kimura destacou que a energia solar é uma importante opção de complemento à matriz energética brasileira, constituindo uma das formas mais limpas de energia. Em seguida, Roberto Lamberts também tratou sobre energia, porém através de outro viés – a eficiência do uso de energia decorrente de um bom projeto arquitetônico, que leve em consideração o clima e condições locais.

 

Rodrigo Kimura, diretor da Engie Brasil, falou sobre energia solar
Rodrigo Kimura, diretor da Engie Brasil, falou sobre energia solar

 

No período vespertino, foi o prof. Sérgio Ângulo, da Universidade de São Paulo, que abriu a discussão sobre gestão de uso de resíduos, trazendo exemplos de materiais reutilizáveis que atuam na construção ecoeficiente. A palestra seguinte, com a arquiteta e urbanista Luana Lousa, da Arquitetura Viva, complementou o painel relacionado à materiais. Luana expôs aos presentes o que é a Arquitetura Viva, que desenvolve projetos arquitetônicos e urbanísticos saudáveis, fundamentados nos princípios da permacultura e da radiestesia, buscando a biocompatibilidade de materiais e o uso adequado dos recursos naturais disponíveis.

Luana trouxe imagens de casas consolidadas através de projetos sustentáveis, explicando a origem e funcionamento de cada material utilizado. A arquiteta disse ainda que a sustentabilidade não traz benefícios apenas para o planeta, mas também para as relações sociais, estabelecendo harmonia entre o ser humano e o meio ambiente.

 

Prof. Sérgio Ângulo (branco), mediador prof. Flávio Araújo e arquiteta Luana Lousa em debate
Prof. Sérgio Ângulo (branco), mediador prof. Flávio Araújo e arquiteta Luana Lousa em debate

 

Clique AQUI e confira todas as fotos.

 

 

 

Fonte: CAU/GO

MAIS SOBRE: CATEGORIA

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CATEGORIA

Fórum de Presidentes do CAU/BR cumpre extensa pauta em Belo Horizonte (MG)

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Pular para o conteúdo