ARQUITETOS EM DESTAQUE

Sheila Basílio: prêmios e busca pela colaboração

Sheila Basílio é formada pela UFES (Universidade Federal do Espírito Santo), fez mestrado na  Escola Técnica Superior de Arquitetura de Barcelona e foi ganhadora do prêmio IAB/ES 2017 na categoria Arquitetura de Edificações – Modalidade Comercial/ Institucional, com o projeto “Centro de Vivências José Ribeiro Tristão – Fábrica Real Café” e do prêmio Destaque IAB/ES 2017, entregue ao trabalho considerado mais relevante de todas as categorias.

 

Nessa entrevista ao CAU/ES ela fala sobre sua carreira e presença feminina na Arquitetura e Urbanismo.

 

Como e quando surgiu seu interesse pela arquitetura?

 

Surgiu durante o curso de edificações na Escola Técnica. Nessa época, mesmo antes de entrar para o curso de arquitetura, consegui um estágio no escritório dos arquitetos Alfredo Silva e Ilmar Silva. Foi ótimo, e tive a certeza de que eu tinha nascido arquiteta.

 

 

Fale um pouco de sua trajetória. Quando se formou, e como foram os primeiros anos pós faculdade.

 

Me formei no início de 1990, e em agosto desse mesmo ano já estava em Barcelona-Espanha, para fazer o Mestrado “Arquitectura, Arte e Cuidad” na Escuela Técnica Superior de Arquitectura deBarcelona. Durante a graduação na UFES, sempre estagiei e durante o Mestrado eu fiz cursos de pós-graduação em paralelo e estágio em vários escritórios. O estudo aliado à pratica foram muito bons para minha carreira profissional. Quando voltei para o Brasil, parti para o mercado de trabalho.

 

Construir uma carreira sólida é um horizonte a ser seguido. Quais foram os principais desafios de sua carreira?

 

Para se construir uma carreira sólida é necessário aperfeiçoamento constante, boas parcerias – “dois ou mais arquitetos sempre pensam melhor que um”, postura ética profissional e muita dedicação. Meus desafios maiores sempre foram em obras, onde muitas vezes tenho que falar alto para me escutarem. E aí falo em alto e bom tom !

 

Acredita que o olhar feminino seja um diferencial ao trabalho de um arquiteto?

 

Acredito que o olhar é o diferencial do arquiteto, independente de ser ele homem ou mulher. A mulher vem conquistando espaço no mercado de arquitetura de interiores, mas ainda é difícil na área de obras grandes. Os construtores e incorporadores são em maioria homens e muitos não dão credibilidade a uma mulher, mas podemos mudar isso com o tempo, pela competência profissional.

 

Hoje, no ES, mais de 70% dos profissionais de arquitetura e urbanismo são mulheres e jovens. Qual sua mensagem para as arquitetas e urbanistas?

 

Precisamos transformar nossas cidades em lugares agradáveis de convívio. A conquista do espaço no trabalho não deve ser pela disputa, mas sim pela colaboração.

 

= Veja mais histórias de arquitetas e urbanistas brasileiras

MAIS SOBRE: DIA DA MULHER

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Presidente do IPHAN e diretor de Patrimônio Material visitam sede do CAU Brasil

CAU/BR

CAU Brasil lança política de benefícios para aquisição de softwares e outros bens e serviços

IAB

Projeto de Lelé, prédio do IAB/GO é alvo de demolição da Prefeitura em Goiânia

CAU/BR

“Live” do CAU/SP esclarece dúvidas sobre contratos e legislação

Skip to content