CATEGORIA

Só Arquiteto Faz Projeto Arquitetônico – Clássicos da Arquitetura de Salvador

arquiteto é o profissional por excelência idealizador e facilitador. Recepciona as demandas, as necessidades e até mesmo os sonhos do cliente, do contratante ou usuário, convertendo em ideias e materializando estas ideias em projetos arquitetônicos, com uma suficiência tal de informações que sejam capazes de balizar a materialização desta ideia em realidade edificada. O projeto arquitetônico contempla os aspectos funcionais, estéticos, de segurança estrutural, sociais, ambientais e econômicos de cada situação e é a peça fundamental e básica para uma construção sustentável. Assim, para se ter um planejamento eficaz e com os melhores resultados, é fundamental que o profissional arquiteto e urbanista esteja desde os primeiros momentos envolvido no processo.

 

igreja cab

 

 

A Igreja Ascensão do Senhor no Centro Administrativo da Bahia foi concluída em 1975 e projetada por João Filgueiras Lima. O local destinado à construção da igreja conservou a beleza natural característica da paisagem de Salvador, respeitando seu relevo e sua vegetação. A construção principal ficou localizada na parte mais alta da colina, mas a modelação do terreno para a construção da obra se integrou à topografia existente, limitando-se exclusivamente aos trechos onde se localizam as outras construções, levando em conta inclusive o sistema viário com a intenção de utilizar os espaços vizinhos à Igreja como áreas de lazer do Centro Administrativo (CAB).
Por conta da ordem estrutural, foram previstos alargamentos na parte superior dos pilares que sustentam a construção. Essas extremidades mais alargadas somam-se visualmente e acabam criando um contorno semelhante ao de arcadas sucessivas, estabelecendo assim um contato com as igrejas do passado.

 

João Filgueiras Lima, o Lelé, nasceu no Rio de Janeiro e se formou arquiteto em 1955. Ele desenvolveu diversos projetos ao lado de Oscar Niemeyer durante a construção de Brasília, no final dos anos 1950 e início dos anos 1960, porém, não deixou de lado projetos de autoria própria. Nos anos 1970, Lelé passou a procurar construções rápidas, limpas e sustentáveis para obter uma maior eficiência construtiva em seus projetos, e a forma como a argamassa armada e o aço foram explorados em suas obras provam tal preocupação. Dentre seus projetos estão o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, a Rede Sarah de hospitais, o Palácio Tomé de Souza (sede da Prefeitura de Salvador), o Presídio de Segurança Máxima do Rio de Janeiro e a recuperação do Centro Histórico de Salvador.

 

Publicado em 25/05/2016

 

FONTE: CAU/BA

MAIS SOBRE: CATEGORIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CATEGORIA

Fórum de Presidentes do CAU/BR cumpre extensa pauta em Belo Horizonte (MG)

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Pular para o conteúdo