CATEGORIA

Softwares alternativos e gratuitos para arquitetura

Desde a universidade somos educados a desenvolver os projetos e trabalhos em softwares mais “tradicionais”, sejam pelas parcerias que essas empresas fazem com os laboratórios, ou já decorrente da cultura de se manter utilizando um software mais popular e com ampla gama de usuários. Sim, são softwares que são bons, sem dúvida, não estamos aqui para critica-los, mas existe um outro universo alternativo de softwares GRATUITOS (a maioria open source) que também pode te atender, e é por isso que elaboramos essa lista!

 

Para economizar milhares de reais com licenças você vai ter que se adaptar. Alguns são muito similares, outros não, são formas de pensar diferente que vão te exigir algum estudo. Para algumas finalidades, a qualidade de seu trabalho pode até melhorar, acredite.

 

Lembre: Quem desenvolve um bom projeto é o arquiteto, não o software!

 

Vamos por categorias, comentando que softwares podem ser substituídos:

 

CAD (substituindo o AutoCAD) temos o LibreCAD e o NanoCAD: O LibreCAD é totalmente gratuito e open source, já o NanoCAD, além dessa versão gratuita, também tem uma versão paga e mais completa.

 

Modelagem 3D (SketchUp, 3DS, V-Ray, Lumion, etc) e render temos o Blender, o Unreal Engine 4 e o Unity: Esses sem dúvida te deixarão impressionado. Também são utilizados por grandes estúdios das industrias dos games e cinema.

 

Modelagem 3D e BIM (Revit, ArchiCAD) temos o FreeCAD: Possui uma forma própria de trabalho e vai entrar na categoria do que te exigirão estudos, mas notavelmente é muito poderoso.

 

Manipulação de imagem (Photoshop) temos o GIMP: Extremamente similar e com todos os recursos que você puder imaginar. Também é todo personalizável e isso facilita muito o workflow.

 

Diagramação de publicações (InDesign) temos o Scribus: Open source e simples de usar.

 

Vetores (Corel, Illustrator) temos os InkScape: Muito conhecido entre designers e ilustradores.

 

Documentos, planilhas e slides (Office) temos o LibreOffice: Similar ao pacote de escritório mais popular, não deixa nada a desejar. Possui todos os recursos necessários para o trabalho.

 

Edição de vídeos (Premiere) temos o LightWorks: Já é muito popular e utilizado. Muito material pode ser encontrado na internet para facilitar no aprendizado.

 

Fonte: OBARQ/CAU BA

MAIS SOBRE: CATEGORIA

4 respostas

  1. sim verdade é realmente muito caro esses programas , e temos que estudar com eles fica muito difícil tudo .
    seria bom ter um programa totalmente gratuito para que possamos desenvolver nossos projeto.

  2. Muito obrigado pela lista!
    Sou estudante de arquitetura e os preços de licenças de uso dos softwares mais utilizados em arquitetura estão um absurdo! Inacessíveis para a grande maioria dos estudantes de arquitetura. Sem falar que as licenças gratuitas para estudantes nem sempre existem para alguns programas, o que inviabiliza o aprendizado e muitas vezes o estágio (devido a ser um dos pré-requisitos).
    As desenvolvedoras e donas desses programas precisam entender que muitos estudantes no Brasil não possuem condições financeiras para comprar sequer uma licença, imagina várias (CAD, BIM, Modelagem, edição de vídeo).
    É uma situação surreal e injusta para um estudante de arquitetura brasileiro de baixa renda.

  3. interessante. pois é ruim para quem esta estudando e acabou de formar ficar refen de programas carissimos que fazem a mesma coisa que os de “Nome” ja imaginou os custos e o trabalho ficara muito mais caro ao cliente, eu odeio esses programas, pois praticamente são coisas de preuicosos, , arquitetos famosos, faziam desde a antiguidade tudo a mao e em pranchas a lapis e seus projetos inclusive brasilia estao ae , depois começou esa porcaria de programas para tirar o prazer do desenho proffissional, isso tem de mudar cada um faz seu projeto da forma que te da prazer , arquitetura é criar e ter prazer em vem seu projeto ficar par a humanidade, e nao um programa somente para deixar mais limpo e fazer tudo com rapidez, sou contra isso . quem faz e tem ideia sou eu e nao um programa, e os meus vai ser aceitos sim na forma impressa ou forma a mao tbm. como diz o nome arquiteto. aché tecton. primeiro construtor, temos de fazer juz aos criadores do que nascemos para continuar a historia

  4. Obrigado pelo apoio ao conteúdo, CAU/BR! Espero que possamos ajudar muitos profissionais com o conteúdo!

Os comentários estão desabilitados.

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo