CATEGORIA

Subsede do CAU/MS em Dourados tem estrutura aprimorada

 

Inaugurada em 2014, a subsede do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Mato Grosso do Sul em Dourados passou recentemente por uma reestruturação, proporcionando mais conforto aos profissionais do município. A segunda maior cidade do Estado fica a 220km da capital e já conta com mais de 200 mil habitantes.

 

Atualmente, existem cerca de 330 arquitetos e urbanistas de Dourados registrados no CAU/MS. Para atender este público com mais comodidade, a subsede teve um aumento de aproximadamente 30 m², recebeu nova pintura, ajustes na parte elétrica, além de mais espaço no estacionamento próprio.

 

O gerente administrativo do CAU/MS, Claudio Lucchese, acompanhou a reforma e afirma que o prédio está mais receptivo. “O maior benefício, além de aumentar o espaço, é que a reforma não gerou nenhum ônus ao Conselho porque foi planejada pela imobiliária responsável pelo imóvel”, frisa.

 

Osvaldo Abrão de Souza, presidente do CAU/MS, considera a reforma um grande benefício para os arquitetos e urbanistas de Dourados. “O Conselho é uma autarquia que trabalha pela sociedade e pelos profissionais, então que todos aproveitem da melhor forma”. O local também tem sala para reuniões com capacidade para até 40 pessoas.

 

Sala de reuniões comporta 40 pessoas

 

O CAU/MS oferece serviços como registro profissional, cadastro de denúncias, cálculo de honorários profissionais e emissão de Registro de Responsabilidade Técnica para projetos e execução de obras. Confira a Carta de Serviços na íntegra.

Serviço: A subsede de Dourados funciona de segunda a sexta-feira, das 13h às 18h, na Rua João Cândido da Câmara 1342, Jardim América. Contato: (67) 3033-0115; [email protected].

 

Fonte: CAU/MS

MAIS SOBRE: CATEGORIA

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo