CATEGORIA

TRAVESSIAS CAPIBARIBE: Concurso vai escolher projeto para passarelas no Capibaribe

Inscrições abertas até o dia 21 de agosto no site www.travessiascapibaribe.com.br

 

Para incentivar a criação de novos eixos de travessia de mobilidade ativa ao longo do Rio Capibaribe, a Agência Recife para Inovação e Estratégia (ARIES), em conjunto com a Prefeitura do Recife e o Núcleo de Gestão do Porto Digital, realiza o Travessias Capibaribe – Concurso Nacional de Passarelas no Recife. O concurso é parte central do projeto do Parque Capibaribe (SDECTI/Prefeitura do Recife), também alinhado com as diretrizes do Plano Recife 500 Anos (ARIES), planos estratégicos de longo prazo da capital pernambucana. O lançamento do concurso ocorreu no dia 07 de julho no Parque das Graças, Zona Norte do Recife. Outras informações podem ser obtidas no site www.travessiascapibaribe.com.br.

 

A seleção, que tem a coordenação do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e apoio técnico do Instituto Jaime Lerner, vai escolher o melhor Anteprojeto de Arquitetura e Urbanismo com Solução Estrutural para duas travessias, que devem ser projetadas para permitir atravessar o Rio Capibaribe em dois trechos da cidade. A primeira travessia está prevista entre a Praça Antônio Maria (Santana) e a Rua Marcos André (Torre); Já a segunda está planejada para conectar a Rua Marcos André (Torre) à Rua Malaquias, nas Graças.

 

A comissão julgadora será formada pelas seguintes instituições: Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), Prefeitura da Cidade do Recife, Projeto do Parque Capibaribe e Agência Recife para Inovação e Estratégia (ARIES).

 

O Travessias Capibaribe tem como foco o estímulo à mobilidade ativa, à adoção de hábitos para a diminuição da emissão de CO2 e a ampliação da conexão entre bairros e comunidades, melhorando o acesso a oportunidades e serviços através de passarelas exclusivas para pedestres, ciclistas e usuários de outros modais ativos.

Poderão participar do concurso, como responsável técnico(a) de equipe de projeto profissionais que residem no Brasil, diplomados, legalmente habilitados e devidamente cadastrados e em situação regular perante seu respectivo conselho profissional: Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) ou Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). Como premiação, o terceiro colocado no concurso receberá R$ 20 mil; o segundo, R$ 30 mil; e o valor da contratação do vencedor será de R$ 1.034.880,00, já incluída a premiação no valor de R$ 51.744,00.

 

“Viabilizado a partir de diretrizes que versam sobre sustentabilidade e planejamento urbano, elementos essenciais do Projeto CITinova, o Travessias Capibaribe busca a reinserção do Rio Capibaribe nas dinâmicas do Recife a partir da (re)aproximação dos recifenses a um dos principais corpos d’água da Região Metropolitana”, destaca o presidente da ARIES, Marcos Baptista.

 

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Rafael Dubeux, ressalta a relevância desse concurso para o conceito do Projeto Parque Capibaribe. “A implantação de travessias no rio é parte central do Parque Capibaribe, porque reúne um projeto de integração do recifense com o rio, um equipamento de mobilidade não motorizado e um ponto de conexão entre comunidades. Esse é o lastro da reinvenção de cidade que o programa quer. Então o concurso se torna um passo para um importante ganho para a cidade”, destaca.

 

TRAVESSIAS CAPIBARIBE – O concurso é viabilizado sem a utilização de recursos públicos municipais. O Fundo Global para o Meio Ambiente, da Organização das Nações Unidas, é o financiador do Projeto CITinova e, consequentemente, o financiador de seus projetos-pilotos. O vencedor do Concurso receberá prêmio em dinheiro e será contratado para desenvolver o Projeto Executivo e Complementares de Engenharia para as duas passarelas e seu entorno.

 

 

Site oficial do concurso

www.travessiascapibaribe.com.br

Inscrições abertas

07.07 a 21.08.2022

 

Premiação e contrato

3º Lugar: R$ 20.000

2º Lugar: R$ 30.000

Projeto vencedor: Contrato de R$1.034.880,00 (já incluída a premiação no valor de R$ 51.744,00).

 

Fonte: IAB/DF

MAIS SOBRE: CATEGORIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo