CATEGORIA

UIA emite declaração oficial com assuntos debatidos na COP25

Na ocasião da COP25, a Conferência Climática das Nações Unidas (ONU), que se realiza em Madrid, na Espanha, a União Internacional de Arquitetos (UIA) pediu ação política imediata para impor práticas construtivas responsáveis ​​e arquitetura sustentável e planejamento urbano, para interromper os prejuízos e desperdícios da construção.

 

Os arquitetos desempenham papel fundamental na superação dos desafios ambientais de nossa época. “Se esperamos interromper e reparar danos globais ao meio ambiente, as cidades do mundo precisam aplicar urgentemente soluções novas e eficazes soluções de planejamento “, disse o presidente da UIA, Thomas Vonier. Ele acrescentou que “a arquitetura tem um enorme potencial para mitigar os impactos das mudanças climáticas no mundo natural e em nossa qualidade de vida.”

 

 

As ideias e a tecnologia necessárias para desenvolver ambientes urbanos sustentáveis ​​já existem e estão avançando todos os dias. Para usar essa tecnologia e criatividade em seu potencial máximo, precisamos agora de uma mudança radical na legislação. A UIA estimula as autoridades nacionais e locais a implementarem políticas que garantam que a sustentabilidade ambiental se torne um critério-chave das práticas de construção. Municípios e governos precisam urgentemente parar a destruição indiscriminada do ambiente natural, implementando controles de desenvolvimento mais rigorosos, fazendo maiores investimentos em materiais de origem responsável e em eficiência energética urbana, regulando cuidadosamente o crescimento urbano.

 

“A UIA pede por uma política urbana que respeite os fundamentos da arquitetura sustentável e do urbanismo: eficiência energética, eficiência hídrica, eficiência no uso da terra, gerenciamento de materiais, sistemas de transporte de baixa emissão e redução da poluição.”

 

“Através da inclusão de tais medidas na legislação de desenvolvimento urbano, formuladores de políticas, arquitetos e urbanistas podem mudar a face de nossas cidades e aliviar o impacto humano no mundo em que vivemos.”

 

Natalie Mossin, co-diretora da Comissão de Desenvolvimento Sustentável da UIA, liderou a delegação da UIA na COP25. A delegação também inclui arquitetos da Dinamarca e da Espanha.

 

Fonte: UIA

MAIS SOBRE: CATEGORIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CATEGORIA

Conferência das Cidades: espaço para discutir a implementação da política urbana para todo o país 

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Pular para o conteúdo