ASSESSORIA PARLAMENTAR

Acesse catálogo online com projetos vencedores de concursos públicos de Arquitetura e Urbanismo

Estudantes e professores do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Londrina (UEL), no Paraná, lançaram na última quarta-feira (29/03) um catálogo eletrônico de projetos arquitetônicos vencedores de concursos públicos organizados entre 2007 e 2016 pelos vários núcleos e departamentos do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB). Clique aqui para acessar a publicação, que é gratuita.

 

O catálogo é resultado do trabalho coordenado pelo professor Eduardo Hideo Suzuki, que defendeu tese de doutorado na Universidade de São Paulo sobre a eficiência dos concursos públicos nacionais. A equipe contou com a participação do também professor Sidnei Junior Guadanhim e de quarenta e um estudantes de graduação. Eles se dividiram para pesquisar e reunir editais, atas, vencedores e outras informações relativas aos projetos premiados ou destacados com menção honrosa em 125 concursos nacionais.

 

De acordo com Suzuki, a iniciativa surgiu da constatação de que não havia um acervo unificado e de fácil acesso sobre os concursos de Arquitetura e Urbanismo realizados no país. “Achamos que era interessante reunir e catalogar esse conteúdo para que pudesse ser destinado à pesquisa e à consulta, por parte tanto dos arquitetos e urbanistas, escritórios, professores, e até dos próprios organizadores de concursos”. Para ele, o material contribuirá inclusive com o aprimoramento da modalidade. “Por meio de uma pesquisa história desse material é possível inclusive ter referência para melhorar o processo”.

 

Para o presidente do CAU/BR, Haroldo Pinheiro, a publicação servirá como fonte de pesquisa de referência sobre concursos do setor. “O Conselho é um grande defensor dos concursos públicos como a melhor maneira de contratar projetos de Arquitetura e Urbanismo. No último ano, realizamos a seleção do projeto da nossa sede e do IAB/DF, que inclusive consta no catálogo. Será um rico material de pesquisa para os estudantes e profissionais de Arquitetura e Urbanismo, que terão a possibilidade de observar as múltiplas soluções para um mesmo programa de obra”.

 

Os projetos podem ser acessados por ordem cronológica ou por quatorze categorias temáticas: Urbanismo/Paisagismo, Habitações, Centros de Cultura, Museus, Bibliotecas, Mercados Públicos, Teatros, Sedes Institucionais, Monumentos/Marcos, Escolas/Campi Universitários, Edifícios/Complexos de Edifícios Governamentais, Complexos de Edifícios (Variados), Restauração/Requalificação/Revitalização, Olimpíadas 2016 e Outros.

 

PROJETOS

 

Entre os arquivos do acervo do catálogo, estão os das seguintes seleções: 

 

O Concurso Público Nacional de Arquitetura Sede da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, em Belo Horizonte, no ano de 2005;

 

 

O Concurso Público Nacional de Projeto Arquitetônico para o Campus da Universidade Federal do ABC, em Santo André (SP), no ano de 2006;

 

 

O Concurso Público Nacional de Anteprojetos de Arquitetura para a Sede do SEBRAE, em Brasília (DF), no ano de 2008;

 

 

O Concurso Público Nacional para o Plano de Reordenamento Geral e Projetos Arquitetônicos Urbanísticos e Paisagísticos para a Avenida Beira-Mar, em Fortaleza (CE), no ano de 2009;

 

 

O Concurso Público Nacional de Arquitetura e Expografia para o Pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015, no ano de 2014;

 

 

O Concurso Público Nacional de Estudo Preliminar para o Plano de Urbanização do Subsetor A1 no Perímetro da Operação Urbana Consorciada Água Branca, em São Paulo (SP), no ano de 2015.

 

 

EM DEFESA DO CONCURSO PÚBLICO

 

O CAU/BR e as entidades nacionais dos arquitetos e urbanistas lutam para tornar obrigatória a modalidade concurso público de projeto em todas as licitações de obras públicas, como já acontece em outros países, como a França. Lá, são realizados em média 1.200 concursos públicos de Arquitetura por ano. No Brasil, essa média não chega a 10.

 

A modalidade é recomendada pela União Internacional de Arquitetos (UIA) e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Entre as vantagens do concurso público, estão a de selecionar o melhor projeto com base em critérios técnicos; permitir participação de todos os interessados; garantir a seleção por júri de reconhecida capacidade na área; possibilitar a avaliação e a escolha da melhor proposta antes de sua aquisição.

 

A lei de licitações em vigor prevê o concurso público como modalidade preferencial para a contratação de projetos de obras públicas. Na prática, entretanto, a seleção por concurso não costuma ser comum. Um dos obstáculos à difusão dos concursos públicos na área tem sido a ampliação do Regime Diferenciado de Contratações (RDC), que entre suas modalidades prevê a contratação integrada de projeto e obra. A medida serviria para “acelerar” a entrega das obras, mas vem se mostrando malsucedida em quase metade das licitações, conforme auditoria realizada pela Controladoria-Geral da União.

 

O projeto de revisão da lei de licitações está atualmente na Câmara dos Deputados, depois de ter sido aprovado pelo Senado no final de 2016. Durante sua apreciação no Plenário, o senador Fernando Bezerra (PSB/PE) chegou a excluir o concurso público do rol das modalidades de contratação de projetos permitidas. Na última hora, entretanto, a modalidade foi reincorporada ao texto por iniciativa do senador Jorge Viana (PT/AC), sensível aos argumentos que representantes do CAU/BR e do IAB/DF apresentaram na ocasião (saiba mais aqui).  Na inclusão, entretanto, o concurso não aparece mais como preferencial, o que as entidades tentarão reverter no debate na Câmara dos Deputados – defendendo, inclusive, sua obrigatoriedade. 

 

Clique aqui para saber mais sobre a discussão do concurso de projeto na reforma na Lei de Licitações.

 

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CONCURSOS DE AU

Conselho Nacional de Justiça anuncia concurso público com vaga para profissional de Arquitetura

CONCURSOS DE AU

Novacap anuncia Concurso Público com vagas para arquitetos e urbanistas

CONCURSOS DE AU

Câmara Municipal de Belo Horizonte abre edital para contratação de arquiteto(a)

CAU/UF

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RN anuncia concurso público para níveis médio e superior

Pular para o conteúdo