CATEGORIA

Workshop trata de Acervo Técnico de arquitetos e urbanistas

Mesa de abertura com a presença do Presidente do CAU/SP, Gilberto Belleza. Imagem: Sinaenco/SP

Um workshop a respeito de Acervo Técnico de arquitetos e urbanistas foi realizado no dia 22/09, em São Paulo/SP, e reuniu cerca de 50 participantes, entre arquitetos e urbanistas e profissionais da área de Documentação de escritórios e empresas de engenharia.

 

Organizado em parceria do CAU/SP, Sinaenco/SP e AsBea (Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura), o evento contou com palestra do Diretor Técnico do CAU/SP, Altamir Fonseca.

 

Durante a atividade, o Diretor detalhou os procedimentos para o preenchimento do Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) e do Registro de Direito Autoral (RDA) e exibiu um passo a passo para a obtenção da Certidão de Acervo Técnico (CAT). Os participantes também tiveram a oportunidade de apresentar dúvidas sobre a solicitação desses documentos e receberam orientações sobre a interface com o SICCAU.

 

O Presidente do CAU/SP, Gilberto Belleza, participou da abertura da atividade e ressaltou o interesse do Conselho no fortalecimento de sua relação com os profissionais. “Nosso Conselho busca aprimorar dia-a-dia o seu trabalho para que seja possível traduzir esse esforço em ações de valorização do exercício profissional, dentro de critérios de transparência e competência, enquanto órgão de regulação da nossa profissão”, comentou.

 

Publicado em 25/09/2015. Fonte: CAU/SP

MAIS SOBRE: CATEGORIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CATEGORIA

Conferência das Cidades: espaço para discutir a implementação da política urbana para todo o país 

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Pular para o conteúdo